Alterações de humor durante a gravidez

Alterações de humor durante a gravidez

Você provavelmente descobriu, porém, que médicos, assim como seus amigos e família, concentram-se principalmente nos aspectos físicos de sua gravidez. A preocupação principal deles, claro, é que você e seu bebê estejam saudáveis. Além do mais, os elementos físicos da gravidez são mais concretos e facilmente observados pelos outros. Porém, muitas grávidas concordam que as emoções e as alterações de humor são tão desafiadoras quanto os sintomas físicos.

O que torna a gravidez tão emocional? E como você pode lidar com a ampla variedade de sentimentos e humores que provavelmente ocorrerá?

O grande ajuste

Muitas mulheres anseiam pela gravidez e pela maternidade em algum ponto de suas vidas. Mas, depois que você engravida, seja de forma planejada ou não, seus sentimentos podem ser diferentes do que você esperava. As mulheres que esperam se sentir temerosas podem ficar surpreendentemente tranquilas, enquanto quem achava estar pronta pode ficar subitamente insegura.

Na verdade, os sentimentos da mulher mudam a cada trimestre, e cada fase traz suas próprias questões emocionais. Em seu primeiro trimestre, você pode lutar com o próprio fato de que está grávida. Durante o segundo trimestre, você pode se concentrar na ideia de que realmente terá um bebê. No terceiro trimestre, você provavelmente se aprofundará nessa ideia e contemplará as responsabilidades—e as alegrias—de ser mãe. Isso exige muito ajuste emocional!

Mudando papéis

A gravidez também altera a dinâmica dos relacionamentos em sua família. Se este for seu primeiro bebê, você deixará de ser uma pessoa ou parte de um casal, com obrigações apenas para com si mesma ou para outro adulto, para ter responsabilidade integral sobre um bebê totalmente dependente.

Se este for seu segundo (ou terceiro ou quarto) bebê, ainda haverá mudanças na família, pois suas responsabilidades aumentam. Trazer uma pequena pessoa para uma família pode ser estressante, às vezes, mesmo sob as circunstâncias mais felizes. É por isso que chamam a gravidez, às vezes, de "crise de desenvolvimento". Embora ter um bebê seja normal e uma parte maravilhosa da vida, ainda pode ser muita coisa. E seus sentimentos ainda podem ser expandidos pelas mudanças hormonais ocorrendo em seu corpo.

O que você pode sentir

Estas são as emoções e as reações que muitas mulheres grávidas informam. Observe que nem todas são negativas:

    • alegria, felicidade e empolgação
    • incerteza ou medo
    • irritabilidade
    • tranquilidade
    • maior dependência de seu parceiro ou familiares
    • Orgulho por ter obtido um milagre
    • amor por seu bebê, ficando ligada a ele mesmo antes de nascer
    • reações às mudanças em seu corpo (você pode adorar seu corpo durante a gravidez ou não)
    • Sentindo-se distraída
    • tristeza pela perda do modo como as coisas costumavam ser
    • ansiedade sobre finanças, ambiente, creche, perda da independência, mudanças no relacionamento com o parceiro, parto e nascimento, se você será uma boa mãe, e assim por diante
    • impaciência— sentindo como se estivesse grávida para sempre
    • excesso de sensibilidade com comentários ou conselhos de outros
    • choro frequente
    • devaneios sobre o bebê

    Mantendo suas emoções sob controle

    Embora tudo acima seja normal, você pode tomar medidas para diminuir suas variações de humor durante este momento empolgante, mas tenso:

    • Permanecer fisicamente saudável. Comer bem, exercitar-se e descansar muito. Se você não se sentir bem ou estiver cansada, é mais provável que você fique ansiosa ou irritada.
    • Informe-se. Por exemplo, fazer cursos pré-natal e de parto e ler sobre gravidez. Saber o que esperar, consultar profissionais e conhecer outros futuros pais podem ajudar a aliviar a tensão.
    • Compartilhar seus pensamentos e sentimentos com seu parceiro, amigos ou familiares.
    • Evitar se sobrecarregar em casa ou com compromissos profissionais.

    Verificar com seu médico antes de tomar medicamentos para depressão ou variações de humor, incluindo remédios fitoterápicos. Sempre consultar seu médico antes de tomar qualquer remédio, com ou sem receita, durante a gravidez.

    Lembre-se de cuidar-se bem de si mesma, pois você é a prioridade agora. Em alguns anos, você lembrará destes nove meses e sentirá muita falta deles.

    Também podem te interessar:

    Fraldas

    Pampers Recém-Nascido

    Nossa fralda mais seca e mais suave