UTIN: Funcionários da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

UTIN: Funcionários da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Quando você passa pela porta de uma unidade de terapia intensiva neonatal, você entra em um território estrangeiro. Este guia em ordem alfabética ajudará você a se informar sobre os vários especialistas que trabalham em uma UTIN e que podem cuidar de seu bebê ou lhe ajudar.

Para mais informações que ajudarão você a se familiarizar com uma UTIN, clique nos guias relacionados que tratam de equipamentos, testes e problemas comuns.

Gerente de caso/coordenador de liberação:

Um profissional que facilita o processo de liberação ou de transferência, para garantir que as necessidades de cuidado do bebê em casa e/ou na unidade semi-intensiva sejam atendidas. Esta pessoa também coordena a comunicação contínua entre o hospital e o plano de saúde, sobre o tratamento do seu bebê.

Capelão:

Um membro da igreja, que está no hospital para ajudar quem está enfrentando problemas de doenças. Esta pessoa pode ajudar você na árdua tarefa de passar pela doença séria ou na hospitalização de seu filho.

Primeiros intervencionistas:

Uma equipe multidisciplinar de pessoas especializadas em educação, deficiências desenvolvimentais e várias disciplinas de terapia. Esta equipe de primeiros intervencionistas é encarregada de prestar serviços a crianças, desde o parto até os 3 anos de idade, que estejam sob risco de dificuldades no desenvolvimento. Eles dão indicações, reúnem informações e participam do planejamento da liberação. A equipe de PI ajudará você e seu bebê em casa, após a liberação; assim, na maioria dos casos, eles conhecerão você durante a hospitalização.

Especialistas médicos:

Especialistas que, dependendo das dificuldades de seu bebê, podem ser chamados para avaliar um problema específico. Geralmente, estes indivíduos são treinados em pediatria e, depois, em uma área particular de conhecimento. Alguns médicos e suas especialidades estão listados abaixo:

  • Especialista comportamental e de desenvolvimento (geralmente, um pediatra): problemas de comportamento e de desenvolvimento
  • Cardiologista: problemas do coração
  • Endocrinologista: problemas com glândulas e de crescimento
  • Gastroenterologista: problemas com intestino, fígado e digestão
  • Hematologista: problemas com sangue, sangramento e certos distúrbios do sistema imunológico
  • Especialista em doenças infecciosas: infecções complexas
  • Nefrologista: problemas com rins
  • Neurologista: problemas com cérebro (incluindo convulsões)
  • Pneumologista: problemas com pulmões e de respiração

Enfermeira neonatal:

Uma enfermeira registrada, com formação avançada (geralmente um mestrado) e certificação para trabalhar com recém-nascidos prematuros e doentes. A enfermeira trabalha sob instruções do especialista em neonatal, e pode realizar muitos procedimentos, além de ajudar no tratamento de seu bebê. As enfermeiras neonatal geralmente são encarregadas do tratamento contínuo e do planejamento de liberação de crianças da UTIN.

Neonatologista:

O médico encarregado da UTIN. Trata-se de um pediatra (médico para crianças) com formação avançada sobre o tratamento de recém-nascidos doentes, geralmente com certificação médica nesta área. Pode haver vários neonatologistas na UTIN, já que a unidade opera 24 horas por dia.

Assistente em neonatologia:

Um pediatra formado e certificado, que está recebendo formação avançada no cuidado de recém-nascidos doentes. Este médico pode dirigir de perto o trabalho da equipe residente e se subordina ao neonatologista encarregado. Um assistente em neonatologia pode trabalhar em outros hospitais ou outras áreas a cada 4 a 8 semanas.

Terapeuta ocupacional, terapeuta físico:

Profissionais de saúde que lidam com o modo como a imaturidade ou a doença afeta o comportamento. O terapeuta ocupacional tenta melhorar o funcionamento do recém-nascido com várias intervenções. O terapeuta físico olha para o vigor muscular, força e atividades motoras. Ambos proporcionam valiosa ajuda ao tratamento de apoio na enfermaria e em casa.

Pediatra residente:

Um médico que está sendo formado em pediatria; geralmente trabalha de três a seis semanas na UTIN.

Enfermeiras registradas:

Uma profissional de saúde que foi aprovada em um exame escrito após se formar em uma universidade ou um programa de enfermagem de hospital. Enfermeiras registradas na UTIN têm experiência em cuidar de recém-nascidos doentes. Estas enfermeiras também são conhecidas como enfermeiras neonatal. Na maioria das unidades, uma enfermeira é indicada como "principal" para o seu bebê, o que significa que será a enfermeira com maior responsabilidade pelo tratamento de seu bebê. Embora muitas outras cuidarão de seu bebê à noite, em feriados e assim por diante, a enfermeira principal conhecerá melhor você e seu bebê. Além de centros de treinamento, algumas enfermeiras neonatais são qualificadas para realizar muitos procedimentos que são feitos por residentes e assistentes em unidades maiores.

Terapeuta em respiração:

Um profissional de saúde formado para usar os equipamentos médicos necessários para bebês com problemas respiratórios. Este terapeuta pode estar encarregado dos testes de oxigenação sanguínea e outros procedimentos determinados.

Assistente social:

Um profissional que ajuda você a lidar com os aspectos emocionais e sociais da internação de seu bebê em uma UTIN. A assistente social pode lhe ajudar a obter informações dos médicos de seu bebê, fornecer-lhe outras fontes de informação sobre os problemas médicos de seu bebê, ajudar você a lidar com dificuldades financeiras e tensões, e ajudar você a fazer arranjos especiais que você pode precisar para a liberação e o tratamento de acompanhamento de seu bebê. Às vezes, assistentes sociais lideram grupos de famílias em sessões de apoio terapêutico.

Patologista de fala e linguagem:

Uma pessoa formada em problemas de fala e de linguagem, mas que geralmente trabalha com recém-nascidos na UTIN para ajudar com problemas de alimentação. Alguns bebês que mostram atrasos na linguagem nos primeiros anos de vida podem precisar dos serviços de um patologista de fala após a liberação.

Especialistas cirúrgicos:

Se seu bebê precisar de uma operação, um cirurgião especializado pode ser convocado para aconselhar sobre a questão ou para realizar o procedimento.

A lista abaixo descreve diferentes tipos de cirurgiões e suas áreas de especialização.

  • Cirurgião cardiotorácico: cuidados com o coração, vasos sanguíneos e, frequentemente, com os pulmões
  • Cirurgião do ouvido, nariz e garganta: cuida de problemas nos ouvidos, nariz e garganta, além de alguns problemas da via respiratória
  • Cirurgião geral: problemas do intestino, reparos de hérnia e colocação de linhas arteriais e venosas
  • Neurocirurgião: cuidado do cérebro, da espinha dorsal e dos nervos
  • Cirurgião ortopédico: problemas dos ossos e das juntas, incluindo deformidades
  • Cirurgião plástico: deformidades da cabeça e do pescoço, certos problemas de pele e alguns problemas nas mãos e nos pés. Algumas destas operações também podem ser realizadas por um cirurgião ortopédico. 

Também podem te interessar:

Fraldas

Pampers Recém-Nascido

Nossa fralda mais seca e mais suave