Disciplina da criança pequena: Além do castigo

Disciplina da criança pequena: Além do castigo

Embora pesquisas sugiram que castigo seja uma das técnicas mais eficazes de disciplina que você pode usar, não ’deve ser o único recurso em seu arsenal de mãe. À medida que as crianças crescem, isso se torna menos eficaz. Com sorte, outras técnicas disciplinares podem funcionar muito bem com crianças mais velhas.

Eis alguns exemplos:

Pegue seu filho sendo bom

Francamente, esta é a coisa mais simples e poderosa que você pode fazer para melhorar o comportamento ’de seu filho. Porém, muitos pais ainda passam a maior parte de seu tempo e energia se concentrando nos comportamentos que não’ querem em seu filho, ao invés de se concentrar naqueles que querem.

Crianças amam atenção extra. Um elogio verbal, um abraço rápido ou uma palmadinha nas costas podem fazer maravilhas em apenas alguns segundos. Elogie seu filho quando ele usa garfo na mesa de jantar; não ’fique preocupada quando ele derrubar molho de macarrão em sua camiseta.

Fique entusiasmada sem exagerar - mesmo crianças pequenas podem perceber quando você não ’está sendo sincera. Este tipo de reforço positivo é especialmente útil quando uma criança se sente estressada, pois alivia a tensão ao invés de aumentá-la. Gestos não verbais são tão bons quanto os verbais. Se sua filha está brincando sozinha, tranquilamente, passe por ela e faça um leve carinho em seu cabelo uma ou duas vezes - se isso’ for o que ela gosta. Primeiro, ela pode parar quando você fizer isso. Mas, depois de alguns dias, ela’ continuará a brincar tranquilamente, enquanto aproveita a atenção extra.

Se você recompensar o comportamento apropriado’ de uma criança, ("Eu amo quando você diz ‘por favor’ e ‘obrigado’!"), ela’ provavelmente repetirá isso. Na verdade, se você ignorar o bom comportamento ’de uma criança, é mais provável que ela aja de forma inapropriada da próxima vez, porque sabe que, assim, conseguirá mais atenção de você. Então, tente se concentrar nas coisas boas, não nas más.

Reforce o positivo

Lembre-se que o reforço positivo (adicionar coisas boas) é mais poderoso do que o reforço negativo (remover coisas boas) ou que a punição (adicionar coisas ruins). Paradoxalmente, pequenas recompensas, como um pouco de atenção extra ou uma refeição especial, podem ser mais poderosas do que as recompensas grandes, como a promessa de uma bicicleta. As crianças geralmente pararão de tentar se sentirem que não poderão conseguir a grande recompensa ’que foi oferecida.

Preste muita atenção às palavras que você usa quando elogiar seu filho em idade pré-escolar. Tente dar elogios específicos e concentrados em comportamentos, ao invés de serem genéricos.

Alguns pesquisadores descobriram que

  • Elogios específicos

    permitem à criança avaliar seus próprios feitos: "Esta’ torre está alta. Estou’ orgulhosa".
  • Elogios gerais,

    por outro lado, deixam uma criança dependendo dos outros para avaliar seu comportamento: "Ainda sou esperto?"

Tente dar elogios específicos e concentrados em comportamentos. 

Não ’espere pela perfeição

Não’ é realista esperar que uma criança tenha comportamento perfeito. Na verdade, se você esperar por isso, a criança sentirá tanto estresse que provavelmente se ’comportará mal apenas para quebrar a tensão.

Defina metas realistas, para que você e seu filho possam alcançá-las. Por exemplo, não’ espere que seu filho em idade pré-escolar divida todos os seus brinquedos com um amiguinho. Combine com ele para guardar os brinquedos mais preciosos quando o amiguinho chegar. Isso o ajudará a se sentir mais confortável para dividir seus outros brinquedos.

Apresente alternativas

Mostre ao seu filho comportamentos alternativos àqueles que você deseja mudar. Por exemplo, se ele’ grita e você quer que ele pare, demonstre a ele como falar tranquilamente e ainda obter a atenção ’das pessoas. Uma das razões de bater em uma criança não ser eficaz como punição, a longo prazo, é que isso não ensina à criança o que ela deveria fazer.

Defina metas específicas e limitadas

Decida o que é realmente importante para você. É claro que a segurança deve ser sua primeira preocupação. Mas qual é a importância da polidez, nesta idade? E a limpeza? Cordialidade? Prestar atenção? Não ’tente se concentrar em muitas coisas de uma vez, ou você ’ficará corrigindo seu filho constantemente, e ambos ’ficarão tristes. Lembre-se de que você tem muito tempo para ajudar seu filho a dominar novas habilidades sociais.

Vamos ’supor que você quer que seu filho de 4 anos vá para cama sem reclamação. Se você definir suas metas em termos gerais e absolutos, será difícil medir a obediência e será difícil conseguir o que quer. Por isso, defina metas mais específicas e realistas. Você deve se contentar, por exemplo, se em cinco dias da semana ele se deitar em menos de 15 minutos depois de você dizer que está na hora ’de dormir. Não’ espere pela perfeição, tanto do seu filho quanto de si mesma.

Lembre-se de que disciplina não é o mesmo que punição

Às vezes, é’ difícil não relacionar ambos, mas tente se lembrar de que são ’coisas diferentes. Disciplina tem a ver com ensinar. Pergunte a si mesma se seus próprios comportamentos estão ensinando ao seu filho as coisas que você deseja que ele aprenda. Definir um bom exemplo é uma das técnicas de disciplina mais efetivas de todas.

Também podem te interessar:

Fraldas

Pampers Premium Care

A fralda mais sequinha e mais macia do Brasil