Doenças comuns da infância e tratamentos

Doenças comuns da infância e tratamentos

Resfriado comum

Um resfriado é provavelmente a doença que seu filho tem com mais frequência. Em média, uma criança com menos de sete anos pega de sete a dez resfriados por ano, cada um com duração de uma a duas semanas. Crianças com mais de seis meses normalmente não precisam ver seu profissional de saúde por causa de um resfriado, a menos que haja dor de ouvido, dor de garganta ou febre superior a 38,8 ºC que dure mais de um dia ou dois.

Outro fato familiar:Não há cura para o resfriado comum. Estudos mostram que os descongestionantes e medicamentos para a tosse não são muito eficazes na redução dos sintomas ou na duração de um resfriado. Os antibióticos não são necessários para resfriados simples e podem até mesmo preparar terreno para infecções em uma criança com bactérias resistentes mais tarde. A solução: líquidos e descanso.

Febre

Ela pode acompanhar um resfriado ou uma doença viral ou bacteriana. Normalmente você pode esperar um dia ou dois para ver se outros sintomas ou queixas se desenvolvem antes de procurar atendimento médico para a criança pequena ou em idade pré-escolar febril. Febres abaixo de 38,3 graus geralmente não precisam ser tratadas, a menos que a criança tenha um histórico de convulsões com febre. Se ela estiver comendo e dormindo razoavelmente bem e estiver pelo menos um pouco brincalhona, você pode observar e esperar.

Diarreia

Não uma surpresa em crianças pequenas, a diarreia é causada mais frequentemente por vírus. Quando grave e prolongada, ela pode resultar em desidratação, algo que é perigoso e evitável. Se o seu filho tiver uma evacuação aguada a cada uma ou duas horas por mais de oito horas, você deve verificar com o seu profissional de saúde. Se houver menos de seis eventos de diarreia por dia e seu filho estiver bebendo muito líquido e estiver razoavelmente brincalhão, você pode esperar um dia ou dois para ver se ele fica melhor antes de ir a uma consulta. Continue a oferecer sua dieta regular, conforme tolerado, mas evite alimentos fritos ou alimentos ricos em fibras, tais como feijão ou brócolis.

Hora da ação

Se o seu filho tiver menos de seis anos e urinar menos do que quatro vezes em 24 horas, ficar sedento e tiver lábios ressecados, produzir menos lágrimas ao chorar, e estiver significativamente mais letárgico, ele está desidratado. Se ele tiver fezes contendo sangue ou pus ou acompanhados de febre acima de 39,5 graus, entre em contato com o seu profissional de saúde.

Como ajudar

Crianças com mais de três anos de idade ficam muitas vezes envergonhadas por causa da diarreia, especialmente se elas tiverem "acidentes". Garanta ao seu filho que isso acontece com muitas crianças, e nunca repreenda-o por causa de um "acidente". Se o bumbum dele ficar irritado, limpe-o bem e, em seguida, aplique uma fina camada de vaselina ou uma pomada com óxido de zinco. Tomar líquidos em temperatura ambiente lentamente através de um canudo pode ajudar a prevenir a desidratação sem desencadear uma ida rápida ao banheiro.

Passos para a prevenção

Como seria bom se pudéssemos evitar todas as doenças. Apesar de ser impossível, é possível reduzir a ocorrência de muitas doenças comuns. Lavar as mãos por completo é o melhor modo. Lembre o seu filho de lavar as mãos antes de comer, após usar o banheiro e depois de limpar o nariz. Outras medidas a tomar incluem o estabelecimento de uma rotina de sono regular para o seu filho, oferecendo-lhe uma variedade de alimentos saudáveis, e garantindo que ele faça muita atividade física.

O lado bom

No lado positivo, doenças menos graves na infância ajudam a construir um forte sistema imunológico, o que é muito bom para uma criança por toda a sua vida. Além disso, essas doenças oferecem um tempo para o seu filho aprender sobre seu corpo, o que são germes e como ocorre a cura. Ele provavelmente ficará muito interessado em saber por que narizes escorrem e o cocô vem com tanta frequência. Você pode ajudar seu filho a ter uma noção de como o corpo funciona e cura, como hoje está melhor do que ontem e como os outros que estavam doentes já estão todos melhores. Isso lhe dará uma crescente noção sobre si mesmo e uma compreensão de que a doença é uma parte gerenciável da vida. Ajudar o seu pré-escolar dessa forma o ajuda a aprender e crescer.

Não se esqueça dos abraços

Doenças deixam seu filho habituado a rituais familiares especiais, como mais travesseiros, panos frios para testas febris, canja de galinha gostosa e roupões especiais da mãe ou do pai. Muitas vezes, as crianças regridem para o comportamento de uma idade mais jovem de mais afagos e maiores indulgências. Os pais, como parte disso também, ficam livres para mimar seu bebê. Faça do aconchego um momento especial, e aproveite a oportunidade. As coisas voltarão ao normal em breve!

Também podem te interessar:

Fraldas

Pampers Recém-Nascido

Nossa fralda mais seca e mais suave