A265_2

Como ensinar boas maneiras para crianças

Quando nossos filhos eram muito jovens, nós não nos importávamos muito com seus modos. Quando eram bebês, seus arrotos altos normalmente provocam riso, e quando eles aprendem a falar, consideramos seus insultos inadvertidos ou comportamentos aparentemente rudes um tanto adoráveis. Mas quando as crianças entram na pré-escola/creche e começam a ter encontros para brincar e comemorar o aniversário, as boas maneiras tornam-se cada vez mais importantes.

As crianças que não aprendem o respeito, boas maneiras e como se comportar com os outros correm o risco de serem rejeitadas pelos seus colegas quando crianças, alienar professores e colegas durante os anos escolares e ter problemas em situações sociais quando adultos.

Infelizmente, ensinar boas maneiras às crianças não é fácil. Se crianças em idade pré-escolar pudessem desenhar uma imagem do universo, elas se colocariam no centro. Elas não estão particularmente interessadas nas necessidades de qualquer outra pessoa.

A boa notícia é que você provavelmente já começou a ensinar boas maneiras ao seu filho. Quando seu filho queria mais vagem ('tá, arroz branco), você o fez dizer "por favor". E quando sua criança em idade pré-escolar recebe um presente, você o encoraja dizendo: "O que você diz pra vovó?"

Apesar de dizer "por favor" e "obrigado" ser um ótimo começo, é apenas um começo. Há muito mais a ensinar ao seu filho. No geral, ensinar boas maneiras é incentivar o bom comportamento em várias situações. Estas são algumas dicas que podem ajudar:

  • Comece fácil

Para 3 anos de idade, "por favor" e "obrigado" estão em primeiro lugar; em seguida, adicione um "com licença". A etiqueta ao telefone, "Prazer em conhecê-lo", e notas de agradecimento são boas maneiras.

  • Dê-lhes algumas estratégias

No segundo em que você atender o telefone ou começar a falar com alguém, sua criança em idade pré-escolar desenvolverá uma súbita necessidade, irreprimível, de falar com você. Enquanto isso será quase impossível de mudar, você pode ensinar seu filho a educadamente dizer "com licença", ou cutucar o seu braço em vez de gritar. À medida em que ele fica mais velho, você pode explicar a diferença entre boas e más razões para interromper. Precisar de um lanche é uma ruim. Um incêndio na cozinha é uma boa. Se o seu filho usar uma das estratégias, responda imediatamente. Ignorar a cutucada suave no braço envia a mensagem para o seu filho de que gritar é uma opção melhor para chamar a atenção.

    • Fale para ensinar a falar

    Use "por favor", "obrigado" e "com licença" com os seus filhos e todos os outros que entram em contato com eles. Se você não disser "por favor" quando pedir para seu filho pegar seus brinquedos, ou você ignorar o "obrigado" quando o seu cônjuge lhe der presente de Dia dos Namorados, você está minando todas as grandes lições que você lutou tão arduamente para ensinar.

    • Aja para ensinar a agir

    Da mesma forma, segurar a porta para as pessoas atrás de você e ajudar um idoso a atravessar a rua são modelos de comportamento educado. Gritar para quem cortou você no trânsito faz exatamente o oposto.

    • Seja coerente

    Boas maneiras e bom comportamento não são apenas para companhia ou para sair para comer. Eles precisam ser parte da sua rotina diária.

    • Não aos sermões

    Muitos pais fazem sermões intermináveis como "Pare com essa gritaria! Quantas vezes eu tenho de dizer para ser mais silencioso em casa?" Frases curtas e objetivas como "Voz baixa, por favor" são muito mais eficazes. O mesmo com o comportamento. Se o seu filho pegar a comida com as mãos, em vez de dar lições para sobre a história dos talheres nos Estados Unidos, apenas entregue-lhe um garfo.

    • Mais cenouras, menos palitinhos

    Crianças em idade pré-escolar realmente querem fazer a coisa certa mesmo quando não têm certeza do que é. E eles são loucos por elogios. Então, quando seu filho se comportar muito bem, seja generosa com os elogios. E seja específica: "Eu estou muito orgulhosa de como você disse ao seu irmãozinho que estava arrependido por ter deixado cair um bloco em seu dedo do pé."

    • Respeite o seu filho

    Se o seu filho se comportar mal, leve-o para algum canto e discuta o assunto em particular. Criticar o seu filho na frente dos outros o deixará com vergonha e pode levá-lo a ser ainda mais mal-educado mais tarde como uma forma de tentar se vingar de você.

    • Estabelecer e fazer cumprir as consequências

    O limite do que é educado deve ficar mais alto à medida que seu filho fica mais velho. Então, se ele exigir que você vá para a sala de estar e traga o ursinho de pelúcia que ele deixou lá, diga-lhe que ele terá de fazer isso sozinho. E se ele não agradecer por servir o copo grande de leite que ele pediu, tire até que ele agradeça.

    Por fim, mantenha suas expectativas razoáveis. A realidade é que ensinar boas maneiras é um processo que levará anos. Enquanto isso, você precisa estar preparada para lembrar seus filhos dezenas de vezes todos os dias antes de a mensagem ser realmente assimilada.