Enjoados para comer: Minha criança pequena é enjoada para comer

Enjoados para comer: Minha criança pequena é enjoada para comer

Muitas crianças em idade pré-escolar são agora uma verdadeira boa companhia na hora das refeições. Elas geralmente veem comer como uma resposta natural à fome e refeições como uma experiência social agradável.

Por outro lado, também é comum para crianças de três a cinco anos desenvolverem (aparentemente durante a noite) preferências alimentares específicas. Em alguns casos, eles comerão apenas alimentos amarelos ou alimentos cobertos completamente com molho de maçã. Em outros casos, a seleção se encolhe para um total de cinco alimentos, sendo um deles a batata frita. Isso pode ser, no mínimo, frustrante.

Uma coisa que um pai precisa aceitar

A inconsistência governa o dia, por isso, não fique perturbada. Seu filho pode ter menos fome em alguns dias, porque ele estava menos ativo no dia anterior. Ele pode ter visto outra criança comendo algo que você nunca pensaria em servir no jantar, como um donut de geleia. Anime-se: Quando as crianças forem teimosas sobre comer nessa idade, é parte da aprendizagem para serem independentes e controladas.

Controle e mais controle

As crianças muitas vezes usam o alimento para exibir o controle, o que é natural em uma criança em idade pré-escolar. Mesmo no auge desses períodos difíceis, as crianças não passam fome e raramente perdem peso. No entanto, se você suspeitar de perda de peso, ou se detectar outros sintomas de doença, como febre, náuseas, diarreia ou juntamente com uma súbita mudança de apetite, você deve consultar o seu profissional de saúde.

Estratégias para a hora de comer que funcionam

Aqui estão algumas estratégias para ajudar você e seu filho a terem refeições mais agradáveis:

  • Ofereça aos seus filhos alimentos nutritivos e deixe-os decidirem o que e quanto comer. Você é o agente de suprimentos, e ele é quem come. Você está no controle do que está na casa e na mesa; ele está no controle do que vai em sua boca.
  • Preveja que ele imitará seus colegas em relação a gostos e desgostos e que esses mudarão constantemente.
  • Batalhas sobre comida são comuns, e comer se perde na luta. Isso realmente tem a ver com controle. Saiba o que você pode e o que não pode controlar.
  • O melhor conselho é para os pais e outros cuidadores frequentes serem bons modelos. Em algum momento, as crianças comerão da maneira que sua família come.
  • Pratique comportamentos alimentares saudáveis, incluindo servir/escolher uma variedade de alimentos, experimentar novos alimentos, e não comer demais.
  • Tente comer refeições juntos como uma família sempre que possível.
  • Promova uma atmosfera relaxada na hora das refeições, e não tente apressar seu filho. Por outro lado, se ele leva mais de 30 minutos para terminar, ele não está realmente com fome, então desista.

Comer para a vida

Os hábitos alimentares básicos que a criança desenvolve agora provavelmente ficarão com ela pelo resto de sua vida. A seguir, estão diretrizes gerais para ajudar seu filho a obter comida suficiente (mas não muito). Lembre-se que as quantidades e seleções podem variar de dia para dia.

1. Ofereça pequenas porções

e repita o prato somente se seu filho pedir.

Algumas porções de tamanhos aceitáveis para crianças incluem:

  • 113 a 170 gramas de leite ou suco
  • 1 fatia de torrada
  • 1/2 xícara de iogurte ou queijo cottage
  • 4 colheres de sopa de legumes
  • 56 gramas de hambúrguer
  • 1/2 xícara de cereal

2.Limite a três lanches por dia

Dê destaque a alimentos com pouca gordura, frutas e legumes frescos em vez de refrigerantes, doces, bolos e itens salgados ou gordurosos. Lanches adicionais podem diminuir o apetite do seu filho para as refeições. Planeje o tempo para lanches e evite beliscar. 

Lanches nutritivos para crianças em idade pré-escolar incluem:

  • Frutas
  • Sucos de frutas (suco de 120 a 180 ml por dia)
  • Palitos de cenoura, aipo ou pepino
  • Palitos de queijo
  • Iogurte
  • Torradas ou biscoitos com queijo
  • Bolinhos de aveia
  • Sanduíches pequenos (ou seja, 1/8 de um sanduíche) ou muffins de farelo

3. Verifique se o seu filho está realmente com fome ou sede

quando ele pedir um alimento ou uma bebida. Ele pode apenas querer um pouco de atenção, então tente conversar ou brincar primeiro. Tente não usar a comida como algo para acalmar.

4.Limite a ingestão de leite

nessa idade para quase meio litro por dia. O leite é um alimento muito importante, mas muito dele pode reduzir o apetite do seu filho para outros alimentos importantes.

5.Incentive seu filho a experimentar novos alimentos

Oferecendo pequenas quantidades para experimentar, e não insistindo que ele coma uma porção completa de um alimento desconhecido. Em média, a criança precisa provar o alimento 7 vezes antes de aceitá-lo.

6.Desencoraje-o de comer enquanto estiver distraído

pela televisão, jogos ou histórias. Essas outras atividades são uma distração. Além disso, a publicidade televisiva é influente nas escolhas que seu filho faz de comida.  Crianças dessa faixa etária são receptivas a incentivos a cereais açucarados e doces, especialmente depois que elas já visitaram outras casas onde esses alimentos são servidos. Menos de 5 por cento dos anúncios de alimentos durante o dia são de "bons" alimentos, como frutas e legumes. Quanto mais comerciais de televisão as crianças assistem, mais provável é que elas queiram menos lanches nutritivos e estejam menos interessadas em alternativas mais saudáveis.

7. Deixe seu filho ajudar a escolher e preparar a comida

Crianças gostam de ajudar e se sentirão orgulhosas de terem contribuído.

8. Incentive o diálogo

quando todos estiverem à mesa. Nada como uma atmosfera agradável para auxiliar a digestão!

Ganho de peso consistente e altura proporcional e peso são os melhores marcadores de uma boa nutrição. Mantenha a saúde regularmente checada e consulte as tabelas de crescimento no consultório do profissional de saúde para ter a confiança restabelecida.

Também podem te interessar: