Cuidados com o bebê: pele ressecada

Pele ressecada é uma reclamação universal. E pessoas que vivem em climas secos ou tenham histórico familiar de pele ressecada têm ainda mais razão para reclamar.

Os dados sobre eczema

Também conhecido como dermatite atópica, o eczema é frequentemente associado com a pele ressecada; na verdade, a condição de pele com coceira mais comum em crianças. Geralmente começa quando bebê, ainda na fase de engatinhar ou nos primeiros anos da escola. O eczema – manchas vermelhas e escamosas na pele, que coçam muito – aparece mais comumente em crianças com histórico familiar de eczema ou de outras reações alérgicas, incluindo asma e febre do feno. Os bebês geralmente têm eczema no rosto, nas pernas e nos braços. Em bebês engatinhando ou em crianças mais velhas, comumente se manifesta nas dobras dos joelhos e dos cotovelos. A coceira pode ser bem severa e geralmente perturba o sono das crianças afetadas. Coçar faz com que o ciclo continue, pois pode causar mais áreas afetadas, e também pode resultar em infecção secundária por bactérias ou vírus.

Tratando a pele ressecada e o eczema do bebê

Banho

O tratamento (e medida preventiva) mais importante para pele ressecada e eczema é manter a pele bem hidratada. Lave o bebê todos os dias com água morna, por não mais de 10 minutos, e aplique um hidratante espesso na pele molhada.

Hidratantes

Bons hidratantes incluem pomadas oleosas, vaselina e cremes espessos. Os cremes mais eficazes estão em tubos – se você puder tirar um creme de um frasco, não será então tão eficaz. Banhos longos podem secar a pele e tornar as coisas piores. Crianças com eczema também são geralmente tratadas com pomadas esteroides tópicas, que podem ser receitadas por um pediatra ou dermatologista. Essas pomadas ajudam a diminuir a inflamação e a coceira e são eficazes quando usadas em conjunto com hidratantes.

Outras estratégias úteis

Para pele ressecada e eczema incluem usar um umidificador no quarto da criança, evitar roupas de lã e fibras sintéticas e usar detergentes e sabões sem fragrância. Embora não haja cura para o eczema atualmente, novos medicamentos mais seguros e eficazes estão sendo pesquisados. E mais: aproximadamente 60% dos bebês sofrem de eczema até o terceiro aniversário, e em 85 a 90% das vezes, o problema se manifesta quando eles já são adolescentes.

Doenças relacionadas

Vários problemas relacionados à pele ressecada podem aparecer em pacientes com eczema.

  • Iquitiose vulgar (doença da escama de peixe) é um tipo de escamamento na forma de polígonos, geralmente encontrado na parte inferior das pernas. Pense no que acontece quando uma poça de lama seca e racha.

  • Queratose pilar é uma doença comum, caracterizada por saliências duras na pele, similares sem crase uma lixa, na parte externa dos braços, nas coxas e, em crianças, nas bochechas. As duas doenças tendem a piorar no inverno e a melhorar, de certa forma, no verão.

  • Pitiríase alba consiste em manchas brancas na pele das bochechas e geralmente tem maior destaque no final do verão, porque as áreas afetadas ficam menos bronzeadas do que a pele ao redor. Manchas brancas também podem ser o resultado quando o eczema suave nestas áreas é curado, acarretando em uma perda temporária de pigmento.

O tratamento de todas essas doenças consiste, principalmente, em boa hidratação. Verifique com o médico de seu filho a melhor solução. Todas essas doenças podem melhorar quando seu filho ficar mais velho, mas, às vezes, elas persistem até a idade adulta.

Flexible Banner V2