Como fazer papinha para bebê em casa

Agora que seu pequeno está pronto para comer sólidos, você pode pensar em fazer a própria papinha em vez de comprar no supermercado. A comida caseira para o bebê pode ser tão deliciosa e nutritiva quanto as versões compradas em lojas, fornecendo todos os nutrientes essenciais necessários para uma boa saúde e o crescimento. Se você gosta de cozinhar, esta é uma ótima maneira de expandir suas habilidades culinárias.

Aqui estão mais algumas boas razões para fazer a sua própria papinha:

  • Pode ser mais econômico que comprar .

  • Você pode fazer sabores e texturas sob medida.

  • Você pode expor o bebê a uma grande variedade de alimentos frescos e saudáveis. Praticamente todas as frutas, legumes, carnes, aves e peixes podem ser transformados em uma saborosa comida para bebê.

  • Fazer sua própria papinha para bebê é fácil e rápido, uma vez que você pega o jeito.

Tenha certeza de que, não importa qual o tipo de comida você sirva, caseira ou pronta, o bebê crescerá e se desenvolverá.

Preparação e cozimento

Siga estas dicas para preparar e cozinhar o alimento que você servirá ao bebê.

  • Compre as frutas, verduras e carnes mais frescas e de melhor qualidade que você puder pagar.

  • Mantenha os alimentos a uma temperatura segura. Alimentos refrigerados devem estar a 5 ºC ou ligeiramente abaixo; alimentos congelados devem estar a -15 ºC.

  • Lave bem as mãos com água quente e sabão e enxágue cuidadosamente antes de manusear quaisquer alimentos crus ou cozidos.

  • Limpe e lave cuidadosamente todos os alimentos antes de cozinhar. Remova todas as manchas e pontos podres de frutas e legumes quando prepara-los. Tire o excesso de gordura das carnes.

  • Use uma tábua para cortar frutas e vegetais e outra para carnes. Isso elimina a contaminação cruzada.

  • Mantenha todos os utensílios de cozinha e materiais limpos; isso inclui esponjas e panos de prato

  • Lembre-se de que as frutas não precisam ser cozidas antes de fazer purê. Depois de cortar em pedaços, simplesmente bata no liquidificador ou processador de alimentos.

  • Cozinhe completamente os legumes, de preferência no vapor, de forma a reter mais vitaminas e minerais. Evite cozinhar depois, pois isso remove os nutrientes essenciais

  • Cozinhe carnes de ao ponto para bem passadas. Grelhe, asse ou refogue com azeite.

  • Reserve o líquido do cozimento de legumes e carnes e use-o para diluir a mistura da papinha do bebê, se necessário.

  • Amasse ou moa os alimentos para obter a textura desejada. Não há necessidade de adicionar sal, açúcar ou temperos.

Seu bebê aprenderá a amar o sabor dos alimentos frescos, sem temperos.

Equipamentos e suprimentos

À exceção de equipamentos básicos de cozinha, você só precisará de algumas peças extras:

  • Um processador de alimentos ou liquidificador para bater carnes, legumes e frutas até uma consistência homogênea. À medida que seu filho avança para alimentos com uma textura mais substancial, você pode simplesmente usar um garfo ou espremedor de batatas.

  • Um utensílio barato de cozimento a vapor para cozinhar legumes. Isso evita que nutrientes preciosos sejam eliminados, uma vez que os legumes não estão tocando a água.

Se você decidir fazer grandes quantidades de alimentos para bebê e congelar para uso posterior, você também precisará destes itens:

  • Formas de gelo

  • Formas de biscoito

  • Papel-manteiga ou celofane de embrulho

  • Sacos de congelamento com zíper

  • Fita para fechar embalagem

  • Marcadores

Fazendo papinha para bebê com o que há em casa

Adaptar os alimentos que você normalmente serve é uma ótima maneira de começar a expor seu filho aos sabores e alimentos que as crianças mais velhas e adultos normalmente comem.

Apenas siga estas diretrizes:

  • Faça porções de alimentos comuns dos adultos ANTES de adicionar quaisquer temperos fortes ou sal.

  • Se você não for servir os alimentos cozidos imediatamente, você pode mantê-los na geladeira por até dois dias.

  • Evite o uso de alimentos fritos. Eles acrescentam muita gordura saturada à dieta do bebê.

  • Teste com o dedo a temperatura de alimentos cozidos ou reaquecidos para se certificar de que não estão muito quentes. Mexa bem para evitar focos de calor, que são especialmente comuns em alimentos feitos com o micro-ondas.

  • Se o bebê não comer toda a comida colocada diante dele, jogue fora as sobras. Nunca reaqueça e reserve (para evitar a contaminação bacteriana).

Fazendo comida para bebê para consumo posterior

  • Uma vez que a comida virou um creme, despeje-a em formas de gelo.

  • Cubra as formas com filme plástico ou papel manteiga.

  • Se você estiver preparando grandes quantidades, coloque as formas de gelo em assadeiras e, em seguida, empilhe-as no congelador.

  • Uma vez que os alimentos estiverem congelados, coloque os cubos em sacos de congelamento fechados com zíper.

  • Rotule e coloque a data de congelamento (alimentos refrigerados devem ser utilizados no prazo de dois dias e os alimentos congelados devem ser usados dentro de dois a quatro meses).

  • Retire os cubos quando você precisar deles e descongele no refrigerador ou micro-ondas (comece com uma pequena porção para evitar jogar fora as sobras; descongelamento e aquecimento é rapidinho no micro-ondas).

  • Se você já descongelou ou aqueceu a comida do bebê no micro-ondas, certifique-se de verificar se temperatura não está quente demais.

Com essas dicas úteis e todo o seu amor, seu bebê terá maravilhosas refeições nutritivas que economizarão dinheiro para você!

Flexible Banner V2