Prevenção de queimaduras de sol em recém-nascidos

Saiba como proteger seu bebê do sol em atividades ao ar livre

Ajude seu bebê a evitar queimaduras de sol ao mantê-lo longe dos raios solares ao meio-dia e ao cobri-lo sempre que sair à rua. Chapéus, mangas longas e calças, além de coberturas para o carrinho, oferecem ótima proteção. Lembre-se, seu bebê pode ter queimaduras solares em qualquer época do ano, em qualquer clima – nublado ou ensolarado.

Cuidando das queimaduras solares

Se seu bebê ficar com queimaduras pelo sol, alivie seu desconforto colocando um tecido frio sobre a pele queimada por ao menos 20 minutos. Seu médico também pode recomendar acetaminofeno ou ibuprofeno. Uma pomada oleosa, como petrolato ou aloe vera, ajudará a curar a pele do seu bebê, a diminuir sua dor e a evitar ressecamento. Se houver bolhas, trata-se de uma queimadura de segundo grau que precisa de cuidados médicos.

Compreendendo as temperaturas solares

A radiação solar que atinge a Terra é constituída por:

-56% radiação infravermelha

-39% luz visível

-5% radiação ultravioleta

A radiação ultravioleta (UV) divide-se em:

  • UV-A (320-400nm): Representam 95% dos raios UV que atingem a superfície terrestre. Oxidam a melanina já existente. Provocam um bronzeado directo, ligeiro e temporário e podem causar elastose, envelhecimento, manchas e câncer da pele.

  • UV-B (290-320nm): Constituem menos de 0,5% da luz solar que atinge a Terra. Provocam a formação de melanina, causando eritema e bronzeado indirecto. São os responsáveis pela maioria das lesões cutâneas relacionadas com o sol.

  • UV-C (< 290 nm): Letais para os seres vivos, não atingem a superfície da Terra.

O índice UV prevê a intensidade da luz UV. Quanto mais alto for, maior o risco de lesão cutânea. Segundo o índice, podemos classificar a exposição em:

  • baixa: índice UV 0-2

  • moderada: índice UV 3-5

  • alta: índice UV 6-7

Evite novas queimaduras: Toda pele danificada pelo sol precisará de proteção extra por um ano inteiro.

Dicas de proteção solar

Dito isso, saber a verdade sobre os raios do sol não deve atrapalhar as alegrias de estar ao ar livre. Você pode proteger a pele do seu bebê do sol de três principais formas:

Use protetor solar regularmente 

  • Seja generosa com o FPS 30, rotulado como de amplo espectro e resistente à água (se disponível), ou superior, para bebês com mais de seis meses de idade. Para as crianças mais jovens, a Academia Americana de Pediatria recomenda a aplicação de protetor solar com moderação nas mãos, rosto e pés se eles estiverem expostos, embora cobrir essas áreas seja a melhor abordagem para a proteção contra o sol.

  • Tente ficar longe do sol 

especialmente entre as horas de pico de 10 da manhã às 3 da tarde.

  • Cubra 

A pele do seu bebê com roupas com FPS 50, roupas de nadar e chapéus.

Mantenha essas três dicas em mente e desfrute do sol e de seus benefícios, como a vitamina D!

Para mais informações sobre o assunto, leia ou assista os nossos conteúdos relacionados: 

  1. Tudo sobre Crosta Láctea 

  2. Manchas vinho do porto ou hemangiomas

  3. Assaduras no Bebê Prevenção e Tratamento

Fontes:

Flexible Banner V2

Sobre o conteúdo publicado aqui

As informações deste artigo são baseadas nas recomendações de especialistas encontradas em fontes rigorosas: médicas, institucionais e/ou governamentais. Sob nenhuma circunstância o conteúdo desta página deve substituir as sugestões médicas e/ou especializadas. É responsabilidade do leitor sempre recorrer a profissionais para orientação precisa. Para mais informações sobre nossas diretrizes editoriais, consulte a seção Ética Editorial de Pampers®.