Como lidar com as repercussões emocionais da prematuridade

A chegada de um bebê pode trazer alegria e ansiedade para a vida familiar. No entanto, como mãe ou pai de um bebê prematuro, você pode sentir que tem mais preocupações do que o normal em internação neonatal.

Fique tranquilo: sua ansiedade é normal - e até tem um aspecto positivo. Um estudo recente aponta para um benefício da atenção redobrada que um prematuro recebe após um nascimento prematuro: pode estabelecer uma base sólida para um vínculo entre pai e mãe e filho que continua ao longo da vida, independente das reações psicológicas dos pais.

Muito provavelmente, quando ficar claro que seu bebê prematuro ficará bem, você começará a se sentir um pouco mais calmo. Você aprenderá a confiar em sua capacidade de avaliar a condição de seu filho, atender às necessidades dele e pedir ajuda, se necessário. Depois de muitos exames com resultados positivos, você gradualmente começará a acreditar que seu bebê permanecerá saudável e continuará a progredir bem e desenvolver como deve ser.

Não deixe a preocupação se tornar o problema durante a internação neonatal

É natural se preocupar enquanto você se adapta aos cuidados de um bebê prematuro. Mas e se a preocupação persistir, mesmo quando as coisas estão melhorando? Quando a atenção se torna superproteção? Embora o cuidado amoroso seja essencial para o desenvolvimento e crescimento de um bebê prematuro , a preocupação constante pode ser sufocante. Quando uma criança sente que seus pais estão sempre ansiosos por ela, ela pode começar a adquirir um pouco dessa ansiedade e começar a se sentir vulnerável. Se isso continuar além do primeiro ano de vida, ele pode começar a duvidar de suas habilidades e a se sentir inseguro sobre sua saúde e força em geral.

A longo prazo, você desejará encontrar um equilíbrio entre ser protetor e permitir que seu filho ganhe independência. Se você acha isso difícil, lembre-se de que você não está sozinho: os pais de um bebê prematuro costumam ter mais dificuldade de se separar, mesmo quando é hora de fazê-lo. Leia mais sobre esse assunto em nosso artigo: Ansiedade de separação da mãe e sua criança pequena

Reconheça a ansiedade em relação ao seu bebê prematuro

A chave para gerenciar sua preocupação é reconhecê-la. Então, lenta mas seguramente, com muita compreensão e apoio, você pode começar a se livrar dos velhos fantasmas que o lembram da fragilidade de seu filho como um recém-nascido.

Ninguém pode compartilhar totalmente seus sentimentos, mas há pessoas que podem ajudá-lo a lidar com eles. Aprender a lidar com preocupações reais ou exageradas com o bem-estar de seu filho lhe dará a força necessária para enfrentar esse desafio. Lembre-se de que muitas famílias estão passando pelas mesmas dificuldades ou por dificuldades semelhantes.

Encontre grupos de apoio e recursos sobre nascimento prematuro

Embora os medos sobre a saúde de seu filho possam ser difíceis de superar, estender a mão para outras pessoas pode ajudar a reduzir um pouco a ansiedade. Tente obter o máximo de ajuda e informações possível da equipe da UTIN e de seus médicos. Fale com amigos que permitem que você dê vazão às suas frustrações. Você pode até conhecer outras pessoas em grupos de apoio e fóruns online que estão no mesmo barco ou que já passaram por uma situação semelhante. 

Dê pequenos passos para se relacionar com seu bebê, por exemplo, praticando o cuidado de canguru . Coloque um cobertor macio sobre suas costas para mantê-la bem e aquecida, enquanto ela usa apenas uma fralda para prematuros do tamanho apropriado para garantir que ela permaneça seca e confortável. Saber que você está fazendo tudo o que pode lhe dar mais uma sensação de controle.

Todos nós enfrentamos circunstâncias que abalam nossa sensação de segurança em relação à vida. Se você se sentir oprimido pela culpa ou pela preocupação, também pode tentar conversar com os pais de bebês nascidos a termo - seus próprios pais, até - e provavelmente descobrirá que eles experimentaram sentimentos semelhantes.

Lembre-se: você deseja que seu filho cresça confiante em suas habilidades e oportunidades. Ajudá-la a desenvolver uma perspectiva equilibrada está entre os maiores presentes que você pode dar a ela.

Para mais informações sobre o assunto, leia ou assista os nossos conteúdos relacionados:

  1. Vídeo Canal Pampers Brasil: Bebê Prematuro: Crescimento e Desenvolvimento Infantil 

  2. Bebê prematuro: quando for sair do hospital

Se quiser saber mais sobre este assunto, o convidamos a consultar mais informações confiáveis ​​em:

  1. Associação Brasileira da Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros – ONG 

  2. Ongprematuridadecom

Flexible Banner V2

Fontes: