Fatores que afetam e dicas para hora de dormir

Baseado em estudos P&G Um recém-nascido pode dormir até 17 horas por dia. Depois, dos três meses ao primeiro ano de vida, ele dorme até 15 horas. Só que, como todo pai e mãe sabem, essas horas são extremamente fragmentadas e ainda parece que os pequenos têm uma predileção especial pela madrugada, podendo acordar diversas vezes durante a noite. O sono dos pais é um desafio.  

Bebês não tem dia e nem hora, tudo é novo para eles.  Os ciclos de sono dos nenéns são mais curtos e a duração do sono profundo é consideravelmente menor. Além disso, o ritmo biológico dos pequenos se repete a cada 3 ou 4 horas, ou seja, não são consecutivas as horas que ficam desperto. Por exemplo, se os adultos destinam 8 horas para descansar, os bebês destinam essa mesma quantidade de tempo para estar acordados. 

O recém-nascido possui algumas características próprias de sono, que devem ser conhecidas pelos pais para que possam observar o filho e buscar formas de garantir que eles tenham um sono de qualidade. Leia nosso artigo sobre Rotina do Sono

Importância da qualidade do sono infantil

Enquanto as crianças dormem, ocorre o desenvolvimento intelectual e cognitivo, além da liberação do hormônio do crescimento. É durante o período de sono que os bebês transformam as informações e estímulos que recebem diariamente em aprendizado. O mesmo ocorre com as crianças em idade escolar e até mesmo com os adolescentes. De acordo com a National Sleep Foundation, a qualidade do sono é tão importante quanto a boa alimentação.

Confira a tabela de média de horas de sono por idade, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria:

 

 

IDADE

HORAS DE SONO

0 a 3 meses 

14 a  17 horas*

4 a 12 meses

12 a 16 horas*

1 a 2 anos

11 a 14 horas*

3 a 5 anos

10 a 13 horas*

5 a 12 anos

9 a 12 horas*

  • Inclui cochilos ao dia

  • Inclui cochilos ao dia

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Sleep Foundation

Fatores de afetam a qualidade do sono do bebê

Um estudo realizado em 2018 com 102 bebês de 7 a 13 meses durante 21 noites consecutivas através da Actigrafia, um método especial de estudo do sono, revelou que há indícios de que as fraldas podem ter impacto no sono dos bebês e na sua qualidade.

Além de que fatores internos afetam, como interrupções e fragmentação do sono, o tempo e capacidade de adormecer, quantidade e regularidade do sono, incluindo  também a sensação de estar renovado ao acordar e o estado de alerta ou sonolência durante o dia. 

Apenas 97% dos pais e bebês completaram o estudo, com (54%) meninos (46%) meninas.

Um estudo anterior também descobriu que diferentes métodos de troca de fraldas (fraldas de pano e descartáveis fraldas) afetaram o sono. Até onde sabemos, nenhum outro estudo publicado explorou o impacto das fraldas nos parâmetros do sono. No entanto, alguns trabalhos inéditos feitos na Procter & Gamble sugeriram que diferentes fraldas descartáveis também podem afetar o sono.

Dicas para ‘’ hora de dormir’’ do bebê

Para o bebê ter um sono tranquilo, pode ser necessário fazer um “ritual” diário, diminuindo os barulhos na casa e a iluminação no ambiente para acalmar o bebê. Dar banho antes de dormir também ajuda o bebê a relaxar antes de deitar. Além disso, contar uma história ou ouvir uma música suave também pode ajudar o bebê a dormir melhor. 

Na hora de dormir, é fundamental evitar atividades que estimulem ou agitem o bebê, como assistir televisão, computador, usar celular ou deixar a luz acesa, pois podem atrapalhar a qualidade do sono da criança. Dicas para ajudar no sono do bebê

Se quiser saber mais sobre o assunto e ficar por dentro das melhores técnicas para fazer o seu neném dormir, leia nossa aba sobre Sono do recém-nascido

Para mais informações sobre o assunto, leia ou assista os nossos conteúdos relacionados: 

Se quiser saber mais sobre este assunto, o convidamos a consultar mais informações confiáveis ​​em:

Fontes

  • "Pediatric issue-IPSA-2018" Avaliação da qualidade do sono de bebês de 7 a 13 meses: comparação da eficiência do sono medida por actigrafia, classificação da qualidade do sono e uma nova métrica.Ordem dos Autores: wiesemann f, Susanna Brink, Beatrice Blum.  Acessado 02 de março  de 2022. 

  • Tua Saúde. (Setembro 2021). Desenvolvimento do bebê com 10 meses: peso, sono e alimentação. Drª. Beatriz Beltrame. Pediatra. Acessado 02 de março  de 2022. Disponível em: https://www.tuasaude.com/bebe-com-10-meses/ 

Flexible Banner V2