Convivência entre irmãos

Dicas de como preparar o primogênito para a chegada de um bebê

Quando as pessoas pensam sobre os relacionamentos entre irmãos, a primeira coisa que vem à mente é "rivalidade". E na verdade, essa  concepção não está totalmente errada; irmãos podem acabar competindo pela atenção dos pais.

O nascimento de um irmão pode ser um momento delicado na vida de uma criança, podendo levar ao aparecimento daquilo a que vulgarmente se chama de “ciúmes”. A criança passa do posto de “filho único” para uma posição até à altura desconhecida, uma posição que implica a partilha do tempo, da atenção e do amor dos pais.

Como mãe, você pode dar o tom para nutrir relacionamentos amorosos, acolhedores e cooperativos, ao invés de competitivos. E saber como preparar seu filho para a chegada de um novo irmão ou irmã é desafiador, mas fundamental. Para ler mais sobre o assunto, confira o artigo: A chegada do Bebê 

Separamos algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença nesse processo:

Conte ao seu filho antes de contar aos vizinhos

É melhor que seu filho saiba da notícia de um novo bebê por você do que por outra pessoa. O melhor é provavelmente ter esta conversa logo antes de você contar às suas amigas. Assim, seu filho não contará a novidade acidentalmente, antes de você estar pronta. 

Desfrute de seu "primogênito" ou "primogênita"

Mesmo que você não esteja esperando um segundo filho, ainda assim é importante celebrar todas as maneiras como seu primogênito está crescendo. Passar da mamadeira para alimentos sólidos, de fraldas para roupas de baixo – todos estes marcos mostram que seu filho está crescendo. Enquanto as crianças crescem, é importante mostrar a elas como você está orgulhosa de estarem se tornando "grandes meninos" ou "grandes meninas". Isso pode prepará-las para se verem como "grandes irmãos" ou "grandes irmãs". Para ler mais sobre o assunto, confira também nosso artigo: Apresentando o seu recém-nascido aos seus irmãos mais velhos

Agende as transições

Em alguns casos, você pode querer espaçar as transições de seus filhos. Por exemplo, você pode não querer mudar seu filho mais velho para um novo quarto e o bebê para o quarto "velho" ao mesmo tempo, para que seu primogênito não se sinta substituído. Se isso funcionar, é uma grande oportunidade de mostrar seu orgulho com o crescimento de ambas as crianças.

Deixe-os ajudar

Como você já sabe, bebês exigem muito trabalho e atenção, e há muitos modos como o irmão ou irmã mais velha pode ajudar. Seu primogênito pode falar ou cantar para o bebê, ajudar com mamadeiras ou quando você troca as fraldas, e assim por diante. Quando você encontra maneiras do seu filho mais velho ajudar, você envia a ele muitas mensagens importantes: que você confia nele, que ele pode ter um papel ativo, que parte de ser irmão mais velho é cuidar do irmão mais novo e que vocês estão nisso juntos.

Acalme-os

Uma preocupação comum entre primogênitos é a de que o novo bebê irá substituí-los em seu coração. De vez em quando (antes e depois de o bebê chegar), assegure-se de dizer (e de mostrar) ao seu primogênito que você sempre o amará da mesma forma.

Defina o tom para outros adultos

Além de acalmar seu primogênito, tenha cuidado com outros adultos de boa intenção, para que não anulem seus esforços acidentalmente. Não encoraje comentários ou piadas implicando que o novo bebê substituirá de alguma forma seu primeiro filho ou que você estará muito ocupada para dar a ele amor e atenção.

Para mais informações sobre o assunto, leia ou assista os nossos conteúdos relacionados:

  1. Ter outro bebê: Ajudando o seu filho mais velho a lidar com isso

  2. Apresentando o novo bebê para a família

  3. Fazendo amizade com outras mamães

Flexible Banner V2

Fontes:

Sobre o conteúdo publicado aqui

As informações deste artigo são baseadas nas recomendações de especialistas encontradas em fontes rigorosas: médicas, institucionais e/ou governamentais. Sob nenhuma circunstância o conteúdo desta página deve substituir as sugestões médicas e/ou especializadas. É responsabilidade do leitor sempre recorrer a profissionais para orientação precisa. Para mais informações sobre nossas diretrizes editoriais, consulte a seção Ética Editorial de Pampers®.