Gravidez Ectópica: Causas, Sintomas E Riscos

O Que É Uma Gravidez Ectópica?

A boa notícia é que a gravidez ectópica é rara. No entanto, quando ocorre, ela requer atenção médica, então é bom ficar informada sobre o assunto. Saiba mais sobre o que é uma gravidez ectópica e quais são os sintomas da gravidez ectópica.

O Que Acontece Em Uma Gravidez Ectópica?

Em uma gravidez normal, que se desenvolve normalmente, um óvulo fertilizado passa pelas trompas de falópio e chega ao útero, local em que se implanta e começa a crescer. No entanto, em uma gravidez ectópica, o óvulo fertilizado se implanta fora do útero, geralmente se anexando às trompas de falópio (mas às vezes também ao ovário, cérvix, ou a outras áreas do abdômen). Essas áreas não estão preparadas para acolher um embrião em crescimento, desta forma, não é possível que a gravidez continue. A chance de uma gravidez ectópica ocorrer é relativamente baixa, chegando somente a 2 por cento das gestações.

Uma gravidez ectópica deve ser tratada e uma conversa com seu médico irá informá-la de suas opções. A seguir, algumas das causas, riscos, sintomas e tratamentos para essa condição.

Causas De Uma Gravidez Ectópica

Possíveis causas de uma gravidez ectópica podem ser:

  • Infecção. Se uma das trompas de falópio estiver infeccionada, ela pode ficar inteiramente ou parcialmente fechada, assim, o óvulo fertilizado não consegue ir para o útero.
  • Tecido cicatricial. O óvulo pode ter dificuldade de passar pela trompa de falópio se o tecido cicatricial de uma infecção ou cirurgia estiver bloqueando o caminho.
  • O formato das trompas de falópio. Às vezes, se o formato das trompas de falópio for diferente, devido a um crescimento fora do comum ou defeito congênito, o óvulo fertilizado pode ter dificuldades para passar para o útero.

Fatores De Risco De Uma Gravidez Ectópica

A probabilidade de uma gravidez ectópica é maior se

  • a mulher tiver mais de 35 anos de idade
  • houver histórico de gravidez ectópica anterior
  • houver histórico de cirurgia abdominal
  • houver histórico de doença pélvica inflamatória
  • a gravidez ocorreu depois de uma laqueadura ou com uso incorreto do DIU
  • a mulher for fumante
  • houver histórico de endometriose
  • a gravidez ocorreu por meio de tratamentos para estimular a fertilidade, ou com o uso de medicamentos para fertilidade.

Sinais e Sintomas da Gravidez Ectópica

Talvez você esteja se perguntando sobre como saber se você está com uma gravidez ectópica, principalmente por que alguns dos sinais também são sinais normais de uma gravidez normal que você talvez sinta no primeiro trimestre. Tenha em mente que a gravidez ectópica é rara e seu médico será a pessoa mais apropriada para fazer o diagnóstico.

Algumas mulheres não sentem nenhum dos sintomas. No entanto, se desenvolver algum, você provavelmente notará esses sinais de uma gravidez ectópica entre a 4a e a 12a semanas de gravidez, que são:

  • Dor aguda que surge e desaparece e pode variar em intensidade. A dor da gravidez ectópica pode ser sentida na pélvis, no abdômen, ou até nos ombros e pescoço.
  • Sangramento que pode ser mais intenso ou mais leve do que na menstruação normal. Lembre-se de que o sangramento no início da gravidez também pode ser sangramento da nidação, portanto, fale com seu médico.
  • Desconforto ao urinar ou defecar.
  • Fraqueza, tontura ou desmaios.

Esses sintomas podem surgir desde o início da gravidez, mesmo antes de você saber que está grávida ou ter feito um teste com resultado positivo.

Em alguns casos, os sinais de uma gravidez ectópica poderão ser reconhecidos por seu médico durante o primeiro ultrassom da gravidez.

Entre em contato com seu médico imediatamente se notar dores agudas que duram mais do que alguns minutos, ou se você apresentar qualquer tipo de sangramento. Vá para um hospital assim que possível se tiver sangramento vaginal e dores abdominais ou nos ombros, fraqueza, tontura, ou desmaios.

Diagnóstico

Seu médico pode chegar ao diagnóstico de gravidez ectópica por meio dos seguintes exames:

  • Um exame pélvico para avaliar a dor, sensibilidade ou buscar massas no abdômen.
  • Uma ultrassonografia para verificar onde a gravidez está se desenvolvendo.
  • Um teste de urina ou de sangue para medir o nível do hCG. Se o nível desse hormônio da gravidez for mais baixo que o esperado, pode ser por causa de uma gravidez ectópica.

Quais São As Opções De Tratamento?

O tratamento para uma gravidez ectópica envolve o término da gravidez cirurgicamente ou por meio de medicamentos cujo objetivo é restaurar a trompa de falópio afetada. Seu médico a informará sobre suas opções, que podem ser:

  • Um medicamento para gravidez ectópica, que ajuda o corpo a absorver o tecido da gravidez.
  • Cirurgia minimamente invasiva, como uma laparoscopia, que consiste da remoção do tecido remanescente da gravidez ectópica e reparação ou remoção da trompa de falópio afetada.
  • Remoção total ou parcial da trompa de falópio, que pode ser sugerida se a trompa estiver alargada ou tiver sido rompida durante a gravidez ectópica, e pode ser um procedimento de emergência necessário.

Talvez você esteja se perguntando o que esperar depois de uma cirurgia devido a gravidez ectópica. Seu médico irá monitorar de perto sua recuperação depois de uma gravidez ectópica ou cirurgia, inclusive para verificar novamente seu nível de hCG e garantir que o tecido ectópico tenha sido completamente removido.

Posso Ficar Grávida Depois De Uma Gravidez Ectópica?

Se você estiver se perguntando se poderá ter uma gravidez saudável após uma gravidez ectópica, o melhor a fazer é falar com seu médico, que poderá oferecer orientações com base em seu histórico clínico.

A gravidez ectópica é relativamente rara e passível de tratamento, mas se você notar qualquer sintoma que a preocupe, consulte seu médico para receber orientações e se tranquilizar.